mulheres-portugues-cabelos-oleosos

Faz parte dos mais de 35% de mulheres portuguesas que sofrem com o cabelo oleoso?

Não há nada como um cabelo oleoso para nos deixar desanimadas e sem autoestima e este é um dos problemas capilares mais comuns e difíceis de tratar, que afeta mais de 35% das mulheres portuguesas.


A oleosidade capilar caracteriza-se pelo excesso de sebo, que obstrui os poros do couro cabeludo, impedindo que a raíz dos cabelos se encontre nutrida e em bom estado de saúde. Esse excesso de sebo, provoca sujidade no cabelo, deixando-o mais brilhante e gorduroso, o que pode tornar-se bastante incomodativo.


Este problema pode também ser responsável pelo desenvolvimento de caspa, coceira e até mesmo queda de cabelo.
Mas, é importante saber distinguir um cabelo mal lavado de um cabelo oleoso.

Como saber se o seu cabelo é realmente oleoso?

Muitas pessoas têm uma predisposição genética para a produção excessiva de sebo. E, a época do ano, pode também ser uma condicionante, uma vez que no verão, o couro cabeludo tem tendência a transpirar mais e consequentemente parecer mais oleoso.


Alguns sinais que indicam que o seu cabelo é realmente oleoso:

  • Sensação de cabelo gorduroso da raíz até às pontas;
  • Sensação de sujidade um dia após a lavagem;
  • Aspeto pesado;
  • Surgimento de caspa;
  • Coceira.

O que fazer para cuidar do cabelo oleoso?

Os cabelos oleosos requerem tratamentos específicos, e por isso, é importante criar uma rotina de cuidados adequada a esse mesmo tipo de cabelo. Estas são algumas dicas que deve seguir para o cuidado correto dos cabelos oleosos:

 

  • Evite tocar no cabelo.

Se o seu cabelo é oleoso, encontre uma forma de não estar constantemente tentado a tocar-lhe com as mãos.

 

  • Utilize produtos adequados e aposte num shampoo que regule a secreção sebácea.

Opte por um gama específica e adequada para o excesso de sebo no couro cabeludo e em produtos que possuam ativos naturais que ajudem a controlar a oleosidade e a eliminar resíduos por mais tempo, fortalecendo e melhorando a saúde do seu cabelo.

 

  • Aplique o condicionador, leave-in e máscara apenas nas pontas do cabelo.

Aplicar estes produtos diretamente na raíz do couro cabeludo ajuda no desenvolvimento de mais oleosidade, uma vez que são produtos mais hidratantes e que por si só já possuem óleos na sua constituição.

 

  • Não abuse da água quente ao lavar o cabelo.

A água quente estimula as glândulas sebáceas, mas a água fria também não é recomendada, porque não só não limpa o cabelo em profundidade, como também é responsável por ressecar a pele, o que faz com que o nosso corpo produza mais óleo para se proteger. Por isso, utilize água morna no banho para eliminar mais facilmente a oleosidade e os resíduos dos produtos do cabelo.

  • Não esfregue excessivamente o cabelo.

Massajar o couro cabeludo com muita força pode estimular a glândula sebácea e consequentemente fazer com que esta produza mais sebo.

 

  • Quantas mais lavagens, mais oleosidade o seu cabelo produzirá…

A limpeza é fundamental, mas lavar o cabelo todos os dias não é solução! Precisa de utilizar realmente os produtos certos, preferencialmente com pH neutro, e consequentemente lavar o cabelo menos vezes.

 

  • Não utilize chapéus com frequência.

A utilização de chapéus com frequência pode impedir a ventilação do couro cabeludo.


Se tem cabelo oleoso, não espere mais para cuidar desse problema e tornar o seu cabelo saudável e bonito. A Gama Max Volume da Purah é indicada para ajudar no tratamento da oleosidade capilar, conheça já todos os produtos aqui.

 

Voltar para o blog

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.